O uso e abuso de substâncias químicas caracteriza-se por uma dependência tanto psicológica como física de drogas, incluindo-se medicamentos com receita médica e álcool.

O que é uma dependência química? Acontece quando um indivíduo necessita de uma droga para funcionar. As drogas e o álcool podem provocar danos graves ao organismo e, ambos têm um efeito tóxico sobre o fígado, órgão essencial para o bom funcionamento do organismo e, também para o cérebro, cujos danos poderão ser verdadeiramente preocupantes. O uso e abuso continuado de substâncias químicas pode desencadear uma toxicomania ou vício, podendo causar problemas mentais, desde ansiedade, pânico e depressão, decorrentes de um sistema nervoso central danificado e de outras doenças como insuficiência renal e impotência. O abuso de substâncias químicas e álcool está  ligado a casos de homicídios, suicídios, mortes no trânsito, agressões domésticas e atos de violência. Como reconhecer se existe ou não dependência? Normalmente a dependência desenvolve-se ao longo dos tempos, com inicio esporádico e de vez em quando, progredindo até à dependência. Algumas pessoas são mais propensas que outras a desenvolver a dependência, para o que contribuem fatores sociais, psicológicos, depressivos, deficiências nutricionais, etc.

Antes de qualquer tratamento é fundamental solicitar exames que ajudem a compreender as possíveis causas da tendência para o abuso de substâncias químicas, drogas, álcool: Análises de vitaminas e sais minerais: magnésio, vitaminas do complexo B, crómio. Análises da função digestiva: micróbios, parasitas, cândida Intolerâncias alimentares e ambientais, alergias Equilíbrio do açúcar sanguíneo e dos aminoácidos.

A Naturopatia trata estas situações em respeitando três grandes princípios:

Desintoxicação: Restauração dos sistemas danificados do organismo através de uma alimentação específica. Equilíbrio do organismo com suplementos naturais para reforço do sistema imunitário e do sistema central nervoso. A desintoxicação visa a limpeza diária do intestino e fígado, através da depuração sinérgica de spirulina e clorela, conjuntamente com dente de leão, cardo mariano, alcachofra e ganoderma.

Alimentação: Restaurar o organismo é fundamental, os alimentos naturais devem ser variados e constituídos por verduras, vegetais coloridos, cereais integrais, leguminosas, oleaginosas, sementes, fruta, proteínas magras, ou seja, um conjunto de nutrientes ricos em proteínas, minerais e vitaminas. A ingestão de alimentos deverá ser alternada e variada ao longo do dia, preferencialmente com intervalos de duas horas.

Esta estratégia ajudará a equilibrar os níveis de açúcar no sangue e a resistir às tentações. Beber um copo de água a cada duas horas proporciona ao organismo uma hidratação apropriada e contribui para a eliminação de toxinas acumuladas.

A alimentação rica em fibras é essencial para evitar a obstipação, ajudar o intestino a libertar toxinas e prepará-lo para uma boa absorção de todos os nutrientes. A suplementação consagra polivitamínicos de minerais e vitaminas de alta potência, fundamentais para a revitalização e energia do organismo, e para reforçar o sistema nervoso e emocional, elevando a autoconfiança e o humor.

O tratamento eficaz começa quando um dependente toma a decisão de abandonar o vício e, nestas circunstâncias muito contribuem as terapias de caracter psicológico e espirituais.

 

⌈ Juvenal Silva, Naturopata
Cédula Profissional 0300193 – ACSS ⌋

(0)